Bem baixinho...


Foi como um sussurro leve no meio da noite,
tua voz me acalmou e fez-me sonhar,
quão doces as lembranças daquele dia!
Em que tua voz veio me encontrar.

De dentro pra fora a transformação começou,
no cantinho da alma sem eu perceber,
O Filho do Homem, o grande Eu Sou,
pra nascer em mim,  precisei morrer.

A morte que gera vida, gera paz e alegria.
O amor que transborda, sara a dor e a ferida,
A manhã que nasce trazendo um novo dia
O único e maior amor da minha vida,

O perdão que trouxe liberdade ao meu sorriso
O abraço que aquece minha alma em meio ao frio,
Oh Jesus! Eu não viveria após aquele dia,
O dia que te conheci,
O único e maior amor da minha vida.


A laminina e a Cruz.




Você sabe o que é a LAMININA? 

Ela tem a função de prender as células à matriz. É uma Glicoproteína constituída por três polipeptídios que se liga a proteínas da membrana plasmática e à proteínas da matriz extracelular. Ela quem diz à célula sua função no corpo, é como uma "cola" do corpo humano, uma viga, o aço que vai no concreto quando lançam a fundação das coisas. Ela é que mantém as membranas unidas. Interessante não? O formato é ainda mais curioso. Já vivia com a certeza de que Cristo habitava em mim, mas ao me deparar com essa constatação de que todo o meu corpo é sustentado por pequenas cruzes, uma lágrima rolou dos meus olhos e um misto de sentimentos me tomou enquanto me lembrava de apenas uma passagem  :


"Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação,
pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e Nele tudo subsiste. "
Colossenses 1:15-17

 
Coisas de Drii © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions