Um simples olhar ou sorriso...







De todo amor que podemos sentir,
Em todas as chuvas que já nos molhamos,
Se realça aquele amor simples ao nascer,
Complicado ao se exprimir,
Aquele pelo qual, na chuva nos lançamos,
sem pensar em nada mais que sorrir,
Não somente água, transbordamos.

De toda decepção que podemos enfrentar,
Pior é aquela que não se espera,
pior  é aquela que não se vai, se faz ficar,
que não se acaba, se esfarela.
Porque dó pó da decepção, todos já provaram.
Mesmo quando sem saber provavam dela,
de todas já passadas, dores que não sanaram,
Cicatrizes da vida, partes de uma aquarela.

De todas as cores inventadas,
Nenhuma delas, foge à essência
quanto maior a flor, maior o perfume
Quanto mais velho o ser menor  a inocência.
Porque não há quem afirme com veemência
Que prefere o abismo do não arriscado,
Ao risco consciente do costume.

E de todas as palavras já ditas,
Todas as repetidas e cantadas,
Bom é amar aquelas que não se diz,
Que se imagina e sonha,
Que pedem pra não serem faladas.
Porque com o dom das palavras
Nenhum ser é supremo, nenhuma voz é marcada
Todos somos sensíveis ao extremo,
De qualquer que seja sussurrada.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Coisas de Drii © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions